Slide background

Notícias

SIL abre agenda de treinamentos 2016 com novidades

Notícias voltar

Postada em: 25/09/2017

Projeto elétrico garante qualidade e bom funcionamento da instalação voltar

Quem acha que para fazer uma instalação elétrica basta apenas passar os cabos e ligar as tomadas e interruptores está redondamente enganado. Uma instalação para ser bem feita e correta deve nascer no papel, por meio de um projeto no qual serão considerados fatores específicos para cada necessidade. Sem um projeto elétrico corre-se o risco de o instalador fazer o que quiser e não cumprir como se deve as regras definidas na norma NBR 5410. E mais: é mandatório que o profissional tenha formação sólida no assunto para garantir uma instalação segura e sem desperdício, tanto no custo quanto na capacidade em fornecer a energia necessária sem haver perdas elétricas.

Portanto, para tirar o melhor proveito de uma instalação - e não ter sobressaltos -, a SIL Fios e Cabos Elétricos faz algumas importantes recomendações quanto a importância de se ter um projeto elétrico:

 

  • Projeto elétrico: deve definir todos os aspectos da instalação como, por exemplo, qual a seção nominal dos condutores elétricos de cada circuito; quais os valores nominais dos disjuntores utilizados; uso do dispositivo diferencial residual - DR. Também prevê a divisão da instalação em circuitos de tomadas de uso geral e de iluminação e a definição dos pontos de tomadas de uso específico, além de espaço para novos disjuntores na caixa de distribuição e em eletrodutos para futuras expansões;

 

  • Vantagens: em uma instalação elétrica executada a partir de um projeto, todos os circuitos funcionam corretamente e sem perdas. Caso haja sobrecarga devido ao uso, o disjuntor desarmará, sem que gere o risco de o circuito chegar a um curto. Em ambientes molhados, como cozinha, banheiro e área de serviço, o dispositivo diferencial residual - DR protegerá contra choques elétricos. E o melhor: a conta de energia elétrica será paga pelo consumido de fato, o que não acontece quando a instalação é mal feita ou antiga;

 

  • Riscos: além dos riscos com a segurança, não ter um projeto elétrico pode gerar um problema que durará a vida útil da instalação: a falta de capacidade de corrente dos circuitos e, em muitos casos, falta de circuitos elétricos necessários. Tal falha faz com que se tenha perda elétrica na instalação, gerando conta de energia mais alta e risco de curto-circuito. Já no caso de circuitos mais longos, há queda de tensão, levando a possíveis falhas de equipamentos ligados à rede;

 

  • Profissional: o projeto elétrico deve ser feito por um profissional habilitado e ter um responsável técnico para acompanhar a execução da obra. Em ambos os casos pode ser técnico ou engenheiro. Para o técnico há limitações, de acordo com o tipo de registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA, que varia de estado para estado, dependendo da atribuição da formação.
SIL Fios e Cabos Elétricos ® 2016 - Todos os direitos reservados
Rua Barão de Penedo, 319 - Guarulhos - SP - cep 07222-015 - SAC 0800 55 0008 - Telefax: 11-3377-3333 - sil@sil.com.br